“Deus se comunica aos simples e humildes de coração, ama-os, neles se compraz e derrama nos seus corações com prodigalidade, favores e graças!”

Semana Santa – Terça-feira (27/03)

No evangelho de hoje estando à mesa com seus discípulos, Jesus ficou profundamente comovido e testemunhou: “Em verdade, em verdade, vos digo, um de vós me entregará”. Desconcertados, os discípulos olhavam uns para os outros, pois não sabiam de quem Jesus estava falando. Um deles, a quem Jesus amava, estava recostado ao lado de Jesus.  Simão Pedro fez-lhe um sinal para que ele procurasse saber de quem Jesus estava falando. Então, o discípulo, reclinando-se sobre o peito de Jesus, perguntou-lhe: “Senhor, quem é?” Jesus respondeu: “É aquele a quem eu der o pedaço de pão passado no molho”. Então Jesus molhou um pedaço de pão e deu-o a Judas, filho de Simão Iscariotes. Depois do pedaço de pão, Satanás entrou em Judas. Então Jesus lhe disse: “O que tens a fazer, executa-o depressa”. Nenhum dos presentes compreendeu por que Jesus lhe disse isso.  Como Judas guardava a bolsa, alguns pensavam que Jesus lhe queria dizer: ‘Compra o que precisamos para a festa’, ou que desse alguma coisa aos pobres.  Depois de receber o pedaço de pão, Judas saiu imediatamente. Era noite.

Depois que Judas saiu, disse Jesus: “Agora foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele.  Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará logo.  Filhinhos, por pouco tempo estou ainda convosco. Vós me procurareis, e agora vos digo, como eu disse também aos judeus: ‘Para onde eu vou, vós não podeis ir’”. Simão Pedro perguntou: “Senhor, para onde vais?” Jesus respondeu-lhe: “Para onde eu vou, tu não me podes seguir agora, mas me seguirás mais tarde”.  Pedro disse: “Senhor, por que não posso seguir-te agora? Eu darei a minha vida por ti!”  Respondeu Jesus: “Darás a tua vida por mim? Em verdade, em verdade, te digo: o galo não cantará antes que me tenhas negado três vezes”. Beata Catarina Troiani conhecia a palavra e sabia que seu esposo havia sido traído e negado e durante seu tempo de oração ela pedia fortalecimento para seu corpo e alma, pois ela nunca desejaria sucumbir ou abandonar sua missão de servir e de salvar almas para Deus. Porém como humana ela necessitava do fortalecimento que vêm de cima e que somente Deus pode proporcionar e como está escrito que tudo que pedir ao Filho lhe será dado, ela se entregava em oração diariamente ao seu esposo Cristo nu crucificado e tudo o resto acontecia.

Madre Catarina Troiani