“Vou viver sempre como irmã, escondida e esquecida por todos, conhecida só pelo Senhor.”

“Vou viver sempre como irmã, escondida e esquecida por todos, conhecida só pelo Senhor.”

No Evangelho de hoje, algumas pessoas comentavam a respeito do Templo que era enfeitado com belas pedras e com ofertas votivas. Jesus disse: ‘Vós admirais estas coisas? Dias virão em que não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído. ‘ Mas eles perguntaram: ‘Mestre, quando acontecerá isto? E qual vai ser o sinal de que estas coisas estão para acontecer? Jesus respondeu: ‘Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu!’ – e ainda: ‘O tempo está próximo.’ Não sigais essa gente! Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não fiqueis apavorados. É preciso que estas coisas aconteçam primeiro, mas não será logo o fim.’ E Jesus continuou: ‘Um povo se levantará contra outro povo, um país atacará outro país. Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em muitos lugares; acontecerão coisas pavorosas e grandes sinais serão vistos no céu. Beata Catarina Troiani não se preocupava com o que havia de acontecer, ela apenas vivia um dia após o outro e procurava fazer daquele dia o melhor e o mais produtivo em termos de libertação e acolhimento das crianças. Muitas ela sabia que seria apenas o tempo de batizar e a mesma perderia sua vida, mas ela se alegrava porque batizada ela estava indo purificada e distante do sofrimento e somente isso já era a plena convicção de que mais uma alma estava salva para Deus e nunca se desesperava, pois ela sabia que o tempo e a hora certa sempre pertenciam a Deus.

Madre Catarina Troiani