“É necessário trabalhar sempre para salvar as almas: quem salva uma alma, salva também a sua.”

“É necessário trabalhar sempre para salvar as almas: quem salva uma alma, salva também a sua.”

No Evangelho de hoje, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judéia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre!” Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido, o que o Senhor lhe prometeu”. Então Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador”. Beata Catarina Troiani ao resgatar as mourazinhas da escravidão, da discriminação e do abandono ela sentia que cada dia mais Cristo fortalecia sua missão e lhe confiava novos desafios. A cada alma salva, novas necessidades surgiam e sempre na fé do Senhor nossa Beata continuava sua missão conseguindo cada vez mais adeptos para que se concretizasse a salvação de mais pequeninos.

Madre Catarina Troiani