Eu também gosto de estar contigo

Eu também gosto de estar contigo

Meu filho!

Um dia me disseste que gostava de estar comigo! Também eu gosto de estar contigo! Gosto muito de passarmos juntos bons momento da vida. Eu te confesso que minha maior alegria é te escutar, te ajudar, te perdoar... estar contigo!

Fiquei muito contente quando um dia, com o coração todo emocionado e com lágrimas nos olhos, confidenciou-me que experimentavas e compreendias o amor sincero e gratuito que tenho por ti! É verdade, só o amor nos torna felizes e livres. É verdade também que o amor é recíproco, que é gratuito. Por isso, quero te dizer que muitas vezes sinto falta de tua presença, sinto falta de ti, meu filho muito amado. É pena que, mesmo dizendo que gostas de estar comigo, quase não reservas tempo maior para esses nossos encontros.

Nesta noite mesmo te acompanhei com a mesma ternura de sempre, e hoje, quando acordaste, te esperei. Pensei que querias falar comigo para agradecer a noite ou mesmo o dia de ontem, ou para oferecer o dia de hoje, ou para refletir sobre a Palavra da vida, ou para rezar pelos amigos, pelas necessidades do mundo, ou até para ficar um tempo comigo, quem sabe, em silêncio.

Confesso que não tenho ciúmes de ti, apenas quero estar contigo, ser luz que indica o melhor caminho. Desejo que encontres o bom sabor da vida, que sejas feliz e que busques tua realização onde ela se encontra.

Não quero que venhas comigo por obrigação, nem porque alguém disse que deves rezar... Gostaria que estivesses comigo para juntos olharmos a vida, para juntos dialogarmos em busca do sentido da vida.
Foi pena que nesta manhã estavas muito agitado, preocupado com muitas coisas, preocupado com o dia, com o tipo de roupa, com o espelho... Preocupado com as atividades, preocupado com o tempo. É pena que a televisão, o telefone, o computador, a ociosidade ocupem espaço tão grande em tua vida! É pena que estejas desfrutando apenas alguma coisa da grande riqueza da vida que podes saborear! Com isso nossos encontros quase não se dão ou ficam reduzidos a tempo limitado, ou ainda, tuas orações são fórmulas teóricas que pronuncias, porém teu coração muitas vezes está longe! Muitas vezes eu mesmo me pergunto: Será que meu filho tem medo de mim? Mas medo de que? Nunca te condenei! Nunca te forcei a nada! Eu nunca me apresentei como Deus de normas, de obrigações, mas sempre fui Deus amigo e Amigo Deus. Meu filho! É pena que esta forte experiência de amor tenha ficado na lembrança do passado. Não te esqueças de que és uma pequena planta, planta frágil e necessitas de mim, necessitas do amor e de amar, necessitas de água para fertilizar corações, necessitas do calor do sol para aquecer vidas, necessitas da luz para guiar teus semelhantes. Meu filho, vem sempre comigo! Nunca fechei e nunca fecharei as portas para ti para que possas entrar em tua verdadeira casa! Dia e noite, sempre estou de braços abertos para te acolher! Não deixes que as preocupações diárias te sufoquem, vem para estar algum tempo com teu amigo.