“Habituar-me-ei a oferecer cada pequena ação ao Senhor antes de começá-la; enfim, a estar continuamente na presença de Deus.”

“Habituar-me-ei a oferecer cada pequena ação ao Senhor antes de começá-la; enfim, a estar continuamente na presença de Deus.”

No evangelho de hoje Jesus levantando os olhos para os seus discípulos, disse: ‘Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o Reino de Deus! Bem-aventurados, vós que agora tendes fome, porque sereis saciados! Bem-aventurados vós, que agora chorais, porque havereis de rir! Bem-aventurados, sereis quando os homens vos odiarem, vos expulsarem, vos insultarem e amaldiçoarem o vosso nome, por causa do Filho do Homem! Alegrai-vos, nesse dia, e exultai pois será grande a vossa recompensa no céu; porque era assim que os antepassados deles tratavam os profetas. Mas, ai de vós, ricos, porque já tendes vossa consolação! Ai de vós, que agora tendes fartura, porque passareis fome! Ai de vós, que agora rides, porque tereis luto e lágrimas! Ai de vós quando todos vos elogiam! Era assim que os antepassados deles tratavam os falsos profetas. Beata Catarina Troiani viveu sua vida na pobreza e tendo o necessário para viver e subsistir juntamente com as irmãs e as crianças que ela resgatava do abandono, da escravidão e da discriminação. Jamais fez algo para que fosse elogiada ou colhesse frutos terrenos, seu coração reservava a fazer a vontade do Pai e a cuidar das pequeninas a quem Deus tanto amava e a cada dia que algo faltava, ela saia a busca de doações para que o alimento fosse suficiente para sustentar as irmãs e as crianças. Nunca quis nada para si, mas para todos que necessitavam.