“Oh, quão imperscrutáveis e investigáveis são os juízes de Deus!”

5ª-FEIRA DA 7ª SEMANA – PÁSCOA 17/05

Naquele tempo, Jesus levantou os olhos ao céu e disse: Pai Santo, eu não te rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra, para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste. Eu dei-lhes glória que tu me deste, para que eles sejam um, como nós somos um: eu neles e tu em mim, para que assim eles cheguem à unidade perfeita e o mundo reconheça que tu me enviaste e os amaste, como me amaste a mim. Pai, aqueles que me deste, quero que estejam comigo onde eu estiver, para que eles contemplem a minha glória, glória que tu me deste porque me amaste antes da fundação do universo. Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheci, e estes também conheceram que tu me enviaste. Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e o tornarei conhecido ainda mais, para que o amor com que me amaste esteja neles, e eu mesmo esteja neles’. Beata Catarina Troiani com certeza em sua missão fez muita gente ao redor conhecer o Filho de Deus Cristo nu crucificado seu fiel e dileto esposo. Ela ao fazer o bem e demonstrar todo amor que sentia pelo irmão ia através de seu exemplo mostrando o quanto Ele nos amou a ponto de dar sua vida pela nossa salvação. Em cada gesto de amor ela plantava uma nova semente de esperança no coração daquelas crianças que em sua maioria já não tinha esperança nem sequer de viver. Quando elas são resgatadas conhecem finalmente o sentido das palavras amor, aconchego, segurança e educação. Por isso a missão de nossa Beata sempre foi tão abençoada.

Madre Catarina Troiani