“As mourazinhas já sofrem tanto; agora é preciso fazê-las sentir-se bem para poderem amar o Senhor”

“As mourazinhas já sofrem tanto; agora é preciso fazê-las sentir-se bem para poderem amar o Senhor”

Mateus 25,1-13

“O Reino dos Céus será semelhante a dez moças que foram com suas lâmpadas ao encontro do noivo. Cinco delas eram descuidadas e cinco, previdentes. As descuidadas, ao pegarem as lâmpadas, não levaram azeite consigo. As previdentes, porém, junto com as lâmpadas, levaram vasilhas de azeite. Como o noivo demorasse a chegar, todas elas ficaram com sono e dormiram. À meia-noite ouviu-se um grito: ‘O noivo está chegando, ide a seu encontro!’ Todas as dez moças se levantaram e prepararam suas lâmpadas. As descuidadas disseram às previdentes: ‘Dai-nos um pouco de vosso azeite, pois nossas lâmpadas estão se apagando!’ As previdentes, porém, responderam: ‘Não, porque não bastaria para nós e para vós. Ide aos negociantes e comprai-o para vós’. Enquanto elas foram comprar, o noivo chegou. As que estavam prontas entraram com ele no salão da festa, e fechou-se a porta. Depois chegaram as outras e disseram: ‘Senhor, senhor, abre a porta para nós!’ Mas ele respondeu: ‘Na verdade vos digo, não vos conheço!’ Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora”.

Beata Catarina Troiani estava sempre preparada, pois quando se comunga o corpo e o sangue de Cristo fortalece muito mais do que qualquer outro alimento e com isso ela não seria pega desatenta quando o Pai Eterno a convocasse e por isso mesmo ela sempre dizia que poderia ser melhor no dia seguinte, pois cada dia ela se tornava mais forte no amor de Deus.

X