“Eis, ó Senhor, o que me parece vos dar prazer, e estou pronta a fazer tudo o que quiserdes.”

“Eis, ó Senhor, o que me parece vos dar prazer, e estou pronta a fazer tudo o que quiserdes.”

João 19,31-37

Era o dia da preparação para a Páscoa. Os judeus queriam evitar que os corpos ficassem na cruz durante o sábado, porque aquele sábado era dia de festa solene. Então pediram a Pilatos
que mandasse quebrar as pernas aos crucificados e os tirasse da cruz. Os soldados foram e quebraram as pernas de um e depois do outro que foram crucificados com Jesus. Ao se aproximarem de Jesus, e vendo que já estava morto, não lhe quebraram as pernas;
mas um soldado abriu-lhe o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água. Aquele que viu, dá testemunho e seu testemunho é verdadeiro; e ele sabe que fala a verdade, para que vós também acrediteis. Isso aconteceu para que se cumprisse a Escritura, que diz: ‘Não quebrarão nenhum dos seus ossos’. E outra Escritura ainda diz: ‘Olharão para aquele que transpassaram’.

Beata Catarina sempre se considerou casada com o Cristo nu crucificado e era pensar nesse sofrimento de seu esposo que a fazia querer ser melhor a cada dia e doar sua vida em serviço à Deus e à missão de salvar almas para Ele. Pode-se dizer que Beata Catarina Troiani se tornou grande no Reino dos Céus, não no sentido de se achar melhor que os outros, mas pelo contrário, por merecimento por ter se feito a menor, por se manter sempre humilde e obediente à palavra de Deus e por tentar resgatar cada dia mais almas para Deus e também por nunca se achar pronta e falar continuamente que no outro dia ela tentaria ser melhor do que fora no dia anterior.

X