“Meu amabilíssimo Senhor, dai-me a graça de vos amar perfeitamente e de amar convosco a vossa cruz, a vossa paixão, a vossa morte, de não esmorecer no vosso serviço, de morrer antes que vos seja infiel”

“Meu amabilíssimo Senhor, dai-me a graça de vos amar perfeitamente e de amar convosco a vossa cruz, a vossa paixão, a vossa morte, de não esmorecer no vosso serviço, de morrer antes que vos seja infiel”

Mateus 5,1-12a

Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, e Jesus começou a ensiná-los: ‘Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. aAlegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus.

Parece ser fácil amar ao próximo como a si mesmo, ensiná-lo, consolá-lo, fazer justiça a ele, ser misericordioso e promover a paz ou pelo menos deveria ser, mas Beata Catarina Troiani durante sua caminhada em missão percebeu que isso não acontecia e o próximo era excluído, abandonado e deixado de lado pela grande maioria e por isso mesmo ela tentava acolher a todos que pudesse. Ela envolvia outras pessoas nessa obra de resgate e amor e orava constantemente para que as pessoas pudessem resgatar o amor e a caridade em seus corações e dessa forma acolher a todos os irmãos igualmente. Quando cada um conseguir fazer sua parte, o todo estará completo.

 

X