“…não temamos porque é o Altíssimo que nos guia”

No evangelho de hoje, disse Jesus aos seus discípulos: “Não penseis que vim abolir a lei e os profetas. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. Em verdade eu vos digo, antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da lei sem que tudo se cumpra. Portanto, quem desobedecer a um só desses mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo será considerado o menor no reino dos céus. Porém quem os praticar e ensinar será considerado grande no reino dos céus”. Jesus fala com autoridade que está acima da legislação antiga. Sua interpretação é autêntica. Ele cumpre a Lei e os Profetas no seu sentido profundo. Se Jesus corrige algumas tradições (doutrinas humanas) inseridas na Escritura, é no sentido de libertar de toda opressão o ser humano e dotá-lo de vida e liberdade. Para Jesus, a síntese da Lei e dos Profetas é o amor a Deus e ao próximo. “A caridade é a plenitude da Lei” (Rm 13,10). Peçamos a intercessão de Beata Catarina Troiani para guiar-nos em cumprir o nosso dever diário para estar no caminho que nos conduza a felicidade eterna. Pois como disse o Papa João Paulo II em sua beatificação: A fé e a caridade brilharam em sua vida. Ela conheceu muitas misérias e sofrimentos: escravidão, fome, pobreza, abandono de recém-nascidos e doentes … Exploração e marginalização como o bom samaritano da parábola evangélica é ao lado de cada irmão e irmã que sofria parou corpo e alma, segurando a mão beneficente com amor e pagando com sua pessoa… “Sua caridade nunca foi exclusiva: os católicos, ortodoxos e muçulmanos encontravam a mesma ajuda e hospitalidade, porque qualquer pessoa marcada pelo sofrimento, Irmã Maria Catarina viu o rosto sofredor de Cristo”.12