“Oferecer continuamente as minhas ações e todas as coisas a Deus; e naquelas de que Ele participe deixa-lo agir livremente.”

“Oferecer continuamente as minhas ações e todas as coisas a Deus; e naquelas de que Ele participe deixa-lo agir livremente.”

Evangelho – Mc 7,14-23

Jesus chamou a multidão para perto de si e disse: ‘Escutai todos e compreendei: o que torna impuro o homem não é o que entra nele vindo de fora, mas o que sai do seu interior. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.’ Quando Jesus entrou em casa, longe da multidão, os discípulos lhe perguntaram sobre essa parábola. Jesus lhes disse: ‘Será que nem vós compreendeis? Não entendeis que nada do que vem de fora e entra numa pessoa, pode torná-la impura, porque não entra em seu coração, mas em seu estômago e vai para o fossa?’ Assim Jesus declarava que todos os alimentos eram puros. Ele disse: ‘O que sai do homem, isso é que o torna impuro.
Pois é de dentro do coração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios, adultérios, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. Todas estas coisas más saem de dentro, e são elas que tornam impuro o homem.’

Pensando nessa palavra do evangelho nossa Beata acreditava que tinha que estar bem em espírito para conseguir fazer alguma coisa pelos outros. Porque quem não tem nada bom por dentro, nada tem a compartilhar com o outro. Beata Catarina Troiani em seu tempo de clausura impunha a seu corpo alguns flagelos, para que sentisse um pouco da dor que Cristo passou por nossa causa. Ela acreditava que todos deviam fazer sacrifícios para agradecer o presente que Cristo nos deu deixando ser imolado como um cordeiro para nossa salvação. E ela tinha plena coragem em enfrentar todos desafios, pois sabia que nunca estava sozinha e que Deus daria a ela tudo que precisasse, sua fé sempre foi inabalável.

X