“Procurar sempre morrer no coração de todos; assim todo louvor e glória remeterão sempre ao esquecimento”

“Procurar sempre morrer no coração de todos; assim todo louvor e glória remeterão sempre ao esquecimento”

Evangelho – Mc 1,29-39

Jesus saiu da sinagoga e foi, com Tiago e João, para a casa de Simão e André. A sogra de Simão estava de cama, com febre, e eles logo contaram a Jesus. E ele se aproximou, segurou sua mão
e ajudou-a a levantar-se. Então, a febre desapareceu; e ela começou a servi-los. É tarde, depois do pôr-do-sol, levaram a Jesus todos os doentes e os possuídos pelo demônio. A cidade inteira se reuniu em frente da casa. Jesus curou muitas pessoas de diversas doenças e expulsou muitos demônios. E não deixava que os demônios falassem, pois sabiam quem ele era. De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus se levantou e foi rezar num lugar deserto. Simão e seus companheiros foram à procura de Jesus. Quando o encontraram, disseram:
‘Todos estão te procurando’. Jesus respondeu: ‘Vamos a outros lugares, às aldeias da redondeza! Devo pregar também ali, pois foi para isso que eu vim’. E andava por toda a Galiléia, pregando em suas sinagogas e expulsando os demônios.

Ao adentrar ainda menina no convento e aos poucos ir conhecendo a palavra de Deus através da Bíblia, nossa Beata Catarina Troiani foi entendendo o quanto amor Deus tinha por todos nós. E que ele tinha deixado esse exemplo para que a gente tentasse fazer o mesmo por quem precisasse. Por isso mesmo, ela não se contentou em viver na clausura, ela queria fazer mais para Deus e dessa forma começou a rezar e se fortalecer para a missão que ela sentia que Deus a queria. E assim foi Além mar para acolher com imenso amor as crianças que só conheciam a maldade e a tristeza e ela apresentou a elas o amor e a paz de Deus.