“Se a casa não se identifica em sólidos fundamentos, desaba no primeiro sopro de vento.”

“Se a casa não se identifica em sólidos fundamentos, desaba no primeiro sopro de vento.”

“Naquele momento, exultou Jesus de alegria no Espírito Santo e disse: “Eu vos bendigo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque estas coisas que escondestes aos sábios e entendidos, vós as revelastes à gente simples. Sim, Pai, porque assim foi de vosso agrado. O Pai me entregou todas as coisas, e ninguém conhece quem é o Filho senão o Pai, nem quem é o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar”.

Voltando-se para os discípulos, disse-lhes em particular: “Felizes os olhos que veem o que vós vedes! Pois eu vos digo que muitos profetas e reis quiseram ver o que vós vedes e não o viram; quiseram ouvir o que vós ouvis e não o ouviram!”

Portanto, felizes foram os apóstolos que puderam ouvir a Cristo, mas nós que hoje não vemos, mas acreditamos na palavra escrita e dita pelos representantes da Sagrada Escritura também seremos agraciados com a felicidade verdadeira se realmente colocarmos em prática os ensinamentos que nos são enviados.

Beata Catarina Troiani também não ouviu pessoalmente como os discípulos as palavras da boca de Jesus, mas ela enquanto lia as sagradas escrituras deixava seu coração aberto para que as palavras realmente fossem ouvidas dentro de seu interior para que dessa forma ela pudesse exteriorizar a vontade contida nas escrituras e aprendidas enquanto se deixava envolver pelas mensagens que Cristo nos ensinou. Ela tinha o coração pleno e a paciência e perseverança para nunca desanimar ou desistir ante as dificuldades e por isso mesmo sua missão foi completa e espalhou sempre amor por onde passou.